DISAMATIC C3

Agora, toda fundição pode ser uma fundição DISA

Published

DISAMATIC para todos!

A constante busca de novas formas de estimular a eficiência, aumentar a produtividade, aprimorar a qualidade de fundição e reduzir os custos, ao mesmo tempo em que se lida com preocupações ambientais, busca-se melhorar as condições gerais de trabalho e assegura-se o emprego de recursos e mão de obra suficientes – e, preferivelmente, tudo ao mesmo tempo – é universal. 

Independentemente do tamanho da fundição, das características geográficas e do mercado, elas continuam sendo fatores que todas as fundições podem compreender e continuamente tentam otimizar. 

Com o lançamento mundial da DISAMATIC C3, a DISA agora oferece uma máquina de moldagem vertical compacta com o poder e a precisão para proporcionar uma vantagem competitiva para fundições que buscam produzir peças de mais alta qualidade com menor custo por quilo. 

A DISAMATIC C3 é um sistema vertical de moldagem em areia verde para produção de uma ampla variedade de peças fundidas em metal cinzento, dúctil e outros metais, em diversos tamanhos, com e sem machos. Ela foi especificamente projetada como um meio de reforçar e consolidar a vantagem competitiva das fundições de pequeno e médio porte de nossos dias e, desse modo, a DISA optou por atender os seguintes problemas e desafios críticos em particular: 

  1. Falta de mão de obra
    Até mesmo para fundições situadas em áreas consideradas em crescimento, uma mão de obra adequada é um recurso escasso, o que pode ser complicado não apenas para as áreas em questão, mas também para o mercado mundial de bens industrializados em geral.

  2. Falta de recursos para investimento
    Onde o cenário de investimentos para fundições de maior porte é uma questão de inovação contínua, a falta de recursos financeiros pode representar um problema de sobrevivência para muitas fundições de pequeno e médio porte.

  3. Falta de padronização na qualidade de fundição
    Devido ao processo manual ou de compressão ainda existente em muitas fundições de pequeno e médio porte, a qualidade de fundição tende a ser inconsistente, e as assimetrias tendem a ser elevadas. 

Reconhecida por sua engenharia de nível mundial, a DISA sempre procurou otimizar tanto a eficiência como a produtividade em sua tecnologia e linhas de moldagem; e não é segredo que a DISA é tradicionalmente conhecida por disponibilizar soluções para fundições que precisam tanto de uma capacidade elevada como de uma alta velocidade. O lançamento da DISAMATIC C3 altera isso.

Embora o intenso enfoque de mercado da DISA tenha mostrado que alta eficiência e produtividade continuam sendo de suma importância para o negócio de fundições em geral, a DISA se deparou com algumas necessidades e exigências específicas das fundições de pequeno e médio porte. Como consequência, a DISA deu uma importante guinada em sua forma de pensar e entrou em um novo território, com a finalidade de inovar e lançar um produto especificamente pensado e projetado para esse segmento de mercado. 

O resultado é a DISAMATIC C3 – também conhecida como ‘A DISAMATIC® para todos”. 

Agora, toda fundição pode ser uma fundição DISA
A DISAMATIC C3 provou ser um ponto de transição para diversas fundições pequenas de moldagem no chão na China e na Índia, onde ela foi inicialmente lançada e vendida, já que esta máquina de moldagem vertical acessível e financeiramente viável permitiu-lhes passar do processo existente de compressão ou manual para um processo de moldagem vertical automatizado, possibilitando assim uma produção relativamente rápida de moldes de alta integridade com desencontro reduzido e custos mínimos de rebarbação. 

 A DISAMATIC C3 incorpora muitas das tecnologias inovadoras desenvolvidas pela DISA em uma tentativa deliberada de tornar as inovações da DISAMATIC® disponíveis para fundições de todos os tamanhos, em todas as partes do mundo. Trata-se de uma máquina construída sobre mais de 50 anos de experiência, e a tecnologia de moldagem vertical já é uma tecnologia comprovada, com mais de 1.600 linhas vendidas até aqui. 

Como consequência, a DISAMATIC C3 é o modo como a DISA colabora para enfrentar os desafios das fundições de pequeno e médio porte: 

Quanto à dificuldade para se obter mão de obra suficiente e qualificada, a DISA fundamentou sua nova máquina de moldagem em princípios simples que permitem a uma mão de obra genericamente capacitada lidar com todas as operações e manutenções em um ambiente de trabalho seguro. Adicionalmente, a DISAMATIC C3 enfatiza oito caminhos para um crescimento sustentável e um ambiente de trabalho seguro, incluindo aspectos como redução da fadiga física e dos riscos de acidentes, aumentando a segurança do funcionário e permitindo uma operação mais silenciosa da máquina, o que contribui para um ambiente de trabalho mais confortável em geral. 

Com relação aos recursos limitados para investimento em novas tecnologias de moldagem, a DISAMATIC C3 foi concebida para oferecer capacidade máxima com um investimento mínimo, proporcionando um alto retorno sobre o investimento (ROI) com uma longa vida útil – mesmo quando sua capacidade não é totalmente utilizada. Adicionalmente, a operação simplificada com os inovadores sistemas mecânico, pneumático, hidráulico e elétrico herdados de outras soluções DISA dá como resultado um maior tempo efetivo de operação e necessidades de manutenção reduzidas. 

A luta das fundições de pequeno e médio porte para oferecer uma qualidade de fundição consistente é atendida com a introdução de um processo de moldagem vertical automatizado que melhora a qualidade de superfície e a precisão da moldagem de forma geral. Em última análise, ela também aumenta a vantagem competitiva e reduz os custos por peça fundida. 

 

DISAMATIC C3 – o princípio de moldagem vertical para fundições de pequeno e médio porte

Muito mais que ‘uma máquina’
Os resultados da DISAMATIC C3 já são impressionantes: Após introduzir a máquina de moldagem vertical básica, incluindo um sistema automático de transporte de moldes e um colocador automático de machos como parte do equipamento básico, mais de 15 máquinas foram vendidas no mercado indiano desde janeiro de 2016 e, subsequentemente, no mercado chinês desde maio de 2016.

Sendo assim, a atual implementação global da DISAMATIC C3 se aproveita do conhecimento acumulado da DISA sobre os mercados da China e da Índia. Trata-se de uma linha de moldagem que aborda e atende completamente as necessidades de fundições de pequeno e médio porte em qualquer lugar, aumentando tanto a capacidade como a eficiência, e disponibilizando a todos uma fundição atual e de qualidade a um custo viável. 

Um exemplo é a Madras Engineering Industries Pt. Ltd., na Índia, cujo presidente, o Sr. Sriam Sivaram, vê a nova DISAMATIC C3 como muito mais que uma máquina excepcional: 

“Em nossa jornada para estabelecer essa fundição também tivemos que escolher entre diversas tecnologias auxiliares, para assegurar que tivéssemos uma fundição bem estabelecida e que focássemos na segurança humana, na questão ambiental e, naturalmente, na produtividade dentro da fundição. A DISA apresentou muitas das soluções que agora implementamos para suportar nossa nova linha, incluindo 1) a linha de transporte automática para o resfriamento das peças fundidas, 2) o tambor de resfriamento, que separa as peças fundidas do molde, 3) uma planta de areia que é a mais moderna tecnologia disponibilizada pela DISA na Dinamarca, 4) um sistema de extração de poeira e gases que assegura que a atmosfera dentro da fundição seja mantida dentro das normas globais, e também 5) uma máquina de jateamento, assegurando que nossas peças de fundição tenham o mais alto nível de qualidade disponível mundialmente”. 

Em sua implantação da DISAMATIC C3, a DISA se destaca por sua capacidade de compreender as necessidades das fundições de pequeno e médio porte – tanto agora como ao longo do tempo – fornecendo soluções de moldagem descomplicadas e transparentes, e uma orientação franca que sempre procura se adequar a potenciais planos de crescimento futuro. Em conclusão, algumas das principais vantagens da DISAMATIC C3 são:

  1. Sistema simples que pode ser implementado com um investimento muito pequeno
  2. Operação e manutenção simplificadas
  3. Melhor qualidade de moldagem e maior produtividade – conversão de um processo manual para um automatizado
  4. Capacidade inicial perfeita
  5. Suporte local nas instalações do cliente, incluindo suporte para a tecnologia do processo vertical, sempre ajudando as fundições a maximizarem seu desempenho.